Samsung desenvolve memória DDR5 baseada em HKMG de 512GB

Quinta, 25 / Mar / 2021
Por: Felipe Cascardo
Postado em Notícias.

A Samsung expandiu seu portfólio de memória DDR5 DRAM com o primeiro módulo DDR5 de 512 GB do setor baseado na tecnologia de processo High-K Metal Gate (HKMG).

Segundo a Samsung, o novo módulo de memória entrega velocidades de até 7.200 Mbps, alcançando mais que o dobro do desempenho entregue por pentes de RAM feitos no padrão DDR4. Além disso, o produto traz transferências de até 57,6 GB/s e possui um consumo de energia reduzido em 13%.

O novo modulo DDR5 será capaz de gerenciar as cargas de trabalho mais extremas, alta largura de banda em supercomputação, inteligência artificial (IA) e machine learning (ML), bem como aplicativos de análise de dados.

"A Samsung é a única empresa de semicondutores com capacidades de lógica e memória e a expertise para incorporar a tecnologia lógica de ponta HKMG no desenvolvimento de produtos de memória", disse Young-Sohn, vice-presidente do Grupo de Planejamento/Habilitação de Memória dram da Samsung Electronics. "Ao trazer esse tipo de inovação de processo para a fabricação da DRAM, somos capazes de oferecer aos nossos clientes soluções de memória de alto desempenho, mas eficientes em termos de energia para alimentar os computadores necessários para pesquisa médica, mercados financeiros, condução autônoma, cidades inteligentes e além."

O processo HKMG foi adotado na memória GDDR6 da Samsung em 2018 pela primeira vez no setor. Ao expandir seu uso em DDR5, a Samsung está solidificando ainda mais sua liderança na tecnologia DRAM de próxima geração.

Foco nos servidores.


A Samsung explica que o novo módulo é feito com a tecnologia TSV, que é utilizada desde 2014 pela empresa para fazer o "empilhamento" de memória. O componente anunciado pela companhia que traz 512 GB de capacidade utiliza chips com oito camadas de DRAM trazendo 16Gb.

Como a tecnologia DDR5 ainda não está difundida no mercado de PCs domésticos, a poderosa memória RAM da Samsung chegará primeiro aos computadores voltados para data centers e soluções de inteligência artificial. A Intel disse que o novo módulo da Samsung será compatível com os processadores Xeon "Sapphire Rapids", que chegam neste ano e terão controladores de até oito canais, permitindo a criação de máquinas com transferência de até 460 GB/s.

O uso de DDR5 em computadores domésticos deve crescer com as próximas gerações de processadores da Intel e AMD. Segundo as especulações, tanto a linha Alder Lake quanto a série de chips Zen 4 chegarão ao mercado com suporte para a tecnologia.

Fonte: Samsung

Considerações do Lab.

Sem dúvida alguma a mudança das memórias para o novo padrão DDR5 vai ser o maior salto que a indústria vai sentir nos últimos anos, não só os servidores, mas também os computadores domésticos, vão se beneficiar e muito desse novo padrão. Acredito que a mudança ainda vai levar alguns anos, mas vai ser mais rápida que na migração da DDR3 para DDR4. A Samsung é líder no segmento, mas com essa alta demanda por memória no mercado vamos ver como ela vai lidar com a fabricação e larga escala.

Respostas (0)
Nenhuma resposta para este artigo ainda.


No Internet Connection