EA Play chega ao Xbox Game Pass de PC nesta quinta-feira (18)

Após adiamentos, integração dos serviços finalmente será liberada nos computadores.
A Microsoft finalmente confirmou quando o EA Play será integrado com o Game Pass de PC.

Após um adiamento em 2020, os assinantes para computador poderão jogar os games da Eletronic Arts com o serviço da Xbox a partir de amanhã, 18 de março.

A integração será liberada no Brasil a partir das 18h, segundo o blog oficial da Xbox. Após esse horário, quem assina o Xbox Game Pass de PC, que custa R$ 30 mensais, poderá acessar todo o catálogo do EA Play para computadores.

A integração também vale para os assinantes do Xbox Game Pass Ultimate. A assinatura de R$ 45 mensais inclui o catálogo do EA Play para a versão de consoles do serviço.

O catálogo do EA Play estará disponível por meio do aplicativo EA Desktop, que atualmente está em beta aberto no Windows 10. Após o download, basta entrar com a conta Eletronic Arts para realizar o vínculo com o serviço da Microsoft.

Os jogos da EA aparecerão no aplicativo Xbox para Windows, mas o jogador será redirecionado ao aplicativo EA Desktop na hora de abrir e instalar os títulos da Eletronic Arts.

EA Play no Game Pass de PC

Segundo a Microsoft, o catálogo do EA Play conta com mais de 60 dos "maiores e melhores" jogos de PC da Eletronic Arts. Alguns dos jogos inclusos na assinatura são Star Wars Jedi Fallen Order, FIFA 20, Titanfall 2 e Need for Speed Heat, além de produções de franquias como Battlefield, Madden NFL, Command & Conquer e The Sims. 

A Eletronic Arts ainda destaca que os jogadores de PC que assinam o Game Pass também poderão jogar Star Wars Squadrons com a assinatura. O jogo chega amanhã ao catálogo da plataforma tanto nos computadores quanto nos consoles.

Além disso, os assinantes do Game Pass de PC receberão bônus exclusivos para jogos da Eletronic Arts. Neste mês, a assinatura trará itens digitais para Madden 21 e também uma arma para Apex Legends.

A Microsoft ainda promete alguns extras na parte de gameplay. Os jogadores poderão testar FIFA 21 e outros jogos de grandes franquias por 10 horas. Alguns títulos também contarão com recompensas especiais para os membros do Game Pass.

Fonte: xbox news.

Considerações do Lab.

Testamos por meses o serviço da Microsoft, e mesmo antes do EA Play, já era sem duvida alguma o melhor sistema de assinatura. Com os preços que os jogos estão custando hoje em dia, um sistema que entrega uma quantidade absurda de jogos merece nossa admiração, já que montar um PC está tão complicado com os preços atuais. Vale destacar que a Microsoft tem investido pesado na aquisição de varias produtoras, como foi recentemente a compra da Bethesda, com isso em breve podemos esperar muito mais.

Firefox 87 lançado com ajustes de privacidade, menu da biblioteca Leaner

Uma nova versão do Mozilla Firefox já está disponível para download.

O Firefox 87.0 é a versão estável mais recente e inclui um conjunto modesto de alterações. A atualização está disponível para Windows, macOS e Linux. Os usuários do Ubuntu receberão a atualização automaticamente em algum momento nos próximos dias.

Quais as novidades?

Bem, a Mozilla promete menos quebras de sites quando você usa o modo de navegação privada do Firefox ou tem a proteção de rastreamento aprimorada ‘restrita’ ativada. Isso se deve a algo chamado SmartBlock, que fornece scripts stand-in para garantir que sites conhecidos carreguem de maneira adequada e rápida.

Outra mudança no front da privacidade: o Firefox 87 vem com uma nova política padrão de referência de HTTP. Isso corta as informações de caminho e string de consulta dos cabeçalhos de referência para que, digamos, Mozilla, sites notórios que você visita não possam acidentalmente coletar esses dados (às vezes confidenciais do usuário).

Finalmente, o recurso Localizar na página é agora mais útil graças à adição de pontos de referência na barra de rolagem quando a opção “Destacar tudo” está ativada. Pelo menos, "mais útil" é a ideia. Pessoalmente, acho que parece um pouco... OTT. Você pode ver essa mudança em ação na captura de tela do herói (a menos que você esteja lendo de um raspador ou cliente RSS, desculpe).

Algumas outras mudanças que vale a pena conhecer:

  • A tecla Backspace não é mais um atalho de navegação para o botão de navegação Voltar
  • Os controles de vídeo e áudio agora são navegáveis pelo teclado
  • Guias sincronizadas, destaques recentes e bolso removidos do menu Biblioteca
  • Menu de ajuda simplificado

Em resumo, o Firefox 87 não oferece nada particularmente persuasivo. Se você ainda não usa o navegador diariamente, acho que nada nesta versão vai mudar isso.

Mas com uma grande reformulação da interface do usuário no caminho, isso poderia muito bem mudar...

Nova geração de processadores Intel pode chegar junto com novo Windows

Há muito tempo se especula sobre o lançamento do próximo sistema operacional da Microsoft. Com o Windows 10 estando presente desde 2015 em computadores do mundo todo, muitos se interessam sobre as novidades que serão implementadas na sua próxima versão.

Circulando com rumores cada vez mais presentes pela internet, o canal do YouTube, "Moore's Law is Dead", que possui um histórico positivo de acertos com outras informações importantes no passado, informou que a 12ª geração de processadores Intel, Alder Lake, pode chegar em outubro, em uma data próxima do Halloween.

Em sua conta do Twitter, o criador de conteúdo fez as seguintes publicações:

Basicamente, em uma das mensagens ele afirma que os processadores Alder Lake poderão ser lançados em uma "época assustadora do ano", mencionando o Halloween. E em uma publicação ainda mais recente, destaca que a apresentação oficial do próximo Windows será no dia 24 de junho, data que a própria Microsoft já confirmou que realizará um evento.

Fonte: techpowerup.com, (Twitter)

Uma vulnerabilidade no Windows Defender passou despercebida por 12 anos

Um bug crítico no Windows Defender não foi detectado por invasores e defensores por cerca de 12 anos, antes de finalmente ser corrigido no outono passado. A vulnerabilidade no software antivírus embutido da Microsoft poderia ter permitido que hackers sobrescrevessem arquivos ou executassem códigos maliciosos - se o bug tivesse sido encontrado.

Vamos ser claros - 12 anos é muito tempo quando se trata do ciclo de vida de um sistema operacional mainstream, e é muito tempo para uma vulnerabilidade tão crítica se esconder. Parte da razão para isso pode ser porque o bug em questão não existe ativamente no armazenamento de um computador - em vez disso, ele existe em um sistema Windows chamado de "biblioteca de vínculo dinâmico". O Windows Defender carrega esse driver apenas quando necessário, antes de limpá-lo do disco do computador.

Wired explica, “Quando o driver remove um arquivo malicioso, ele o substitui por um novo e benigno como uma espécie de espaço reservado durante a correção. Mas os pesquisadores descobriram que o sistema não verifica especificamente esse novo arquivo. Como resultado, um invasor pode inserir links de sistema estratégicos que direcionam o driver a sobrescrever o arquivo errado ou até mesmo executar um código malicioso. ”

Pesquisadores da empresa de segurança SentinelOne descobriram e relataram a falha no outono passado, que foi posteriormente corrigida.

A Microsoft inicialmente classificou a vulnerabilidade como “alta”, embora seja importante notar que, para um invasor tirar proveito do bug, ele precisaria de acesso - físico ou remoto - ao seu computador. Com toda a probabilidade, isso significa que exploits adicionais provavelmente precisariam ser implantados.

Tanto a Microsoft quanto o SentinelOne também concordam que não há evidências de que o bug agora corrigido foi explorado de forma maliciosa. E o SentinelOne está mantendo as especificações da vulnerabilidade sob seu chapéu para evitar que os hackers tirem proveito do bug enquanto o patch é implementado.

Um porta-voz da Microsoft disse que qualquer pessoa que instalou o patch de 9 de fevereiro, seja manualmente ou por meio de atualizações automáticas, está protegida.

Update do Windows 10 está causando queda na taxa de fps em jogos e outros problemas.

A atualização KB5001330 para o Windows 10 20H2 e Windows 10 v2004 disponibilizada no último dia 13 como parte do ciclo mensal de atualizações da Microsoft vem causando alguns problemas para os usuários, como quedas na taxa de fps e “engasgos” durante a execução de jogos e a chamada tela azul da morte (BSOD).

De acordo com a Microsoft, a atualização KB5001330 disponibilizada na última terça-feira traz correções para diversos bugs e falhas de segurança. Como nem tudo é perfeito, a atualização também vem causando problemas em muitos PCs. Muitos usuários relataram que não foi possível instalar a atualização, com o Windows Update exibindo códigos de erro como 0x800f081f, 0x800f0984 e 0x800f0922.

Já para quem conseguiu instalá-la, os problemas só começaram. Relatos de usuários no Reddit, na comunidade técnica da Microsoft e em redes sociais mencionam a ocorrência de diversos problemas após a instalação da atualização KB5001330 no Windows 10 20H2 e Windows 10 v2004.

Um destes problemas é o chamado “bug do perfil temporário”, que basicamente faz com que o sistema operacional crie um novo perfil de usuário depois que o computador é reinicializado após a instalação da atualização. Neste caso o usuário acaba recebendo uma mensagem de erro dizendo algo como “o serviço de perfil de usuário falhou” e que “o perfil do usuário não pode ser carregado”. Um problema similar já havia sido relatado pelos usuários em novembro do ano passado.

Para os gamers, a instalação da atualização basicamente causa queda na taxa de fps durante a execução de jogos. Em alguns casos o jogo em execução fica dando alguns “engasgos” (stutter) caso o V-Sync esteja habilitado, por exemplo. Um usuário relatou que este problema ocorreu durante a execução do jogo DOOM Eternal, enquanto outro relatou a queda na taxa de fps durante a execução do jogo Call of Duty: Warzone. Neste último caso a taxa de fps caiu de 90fps em média para 75fps ou para abaixo de 60fps com V-Sync desabilitado.

Além disso, alguns usuários também relataram a ocorrência da chamada tela azul da morte (BSOD) em PCs equipados com processadores da AMD, como os baseados nas arquiteturas Zen 2 e Zen 3. Em alguns casos o sistema tenta reiniciar após a tela azul, mas o problema ocorre novamente e ele basicamente fica preso em um loop.

A atualização do Windows 10 que trouxe problemas nos jogos chegou até mesmo a chamar a atenção da Nvidia só que nesse caso a Nvidia fala sobre a “KB5000842”  os usuários que tiveram seus PCs afetados pelos problemas mencionados neste post podem desinstalar as atualizações seguindo os passos abaixo:

- Acesse o Windows Update no aplicativo Configurações e clique em Exibir histórico de atualização:

  

- Clique no link Desinstalar atualizações:

- Localize a atualização KB5001330 na lista e clique em Desinstalar:

Fonte: PC Gamer, Windows Latest

Considerações do Lab.

É sempre bom ter muita cautela na hora de remover qualquer atualização. Siga esses passos só se seu sistema estiver apresentando algum problema listado, já que não é em todos os casos que esses problemas podem acontecer. Em um PC existe uma infinita possibilidade de combinações diferentes de hardware.

Isso ao meu ver que faz sempre uma nova atualização apresentar problemas para alguns usuários e para outros não, fora a KB mencionada no artigo também tem a “KB5000842” e a “KB5001337” que também estão relacionadas a problemas.

No Internet Connection